Com 15 anos na Agro100, o encarregado administrativo da filial em Sertanópolis é um exemplo de dedicação, reconhecimento e satisfação na relação empresa/funcionário. Tuim conta com orgulho um pouco da história da empresa que é a sua também. “Fui contratado em 2000, depois de ter trabalhado em bancos e cooperativa. Estava recém-casado, começando a vida. Assim como a Agro100. Na filial em Sertanópolis éramos cinco funcionários e dois dos sócios que ficavam aqui, o Giuliangeli e o Roger. A gente fazia de tudo. E eles também. Agarravam junto com os funcionários quando tinha caminhão com produtos para descarregar. Na estiva da sacaria mesmo”, conta. “Cresci junto com a empresa, isso acaba estabelecendo um vínculo afetivo. Convivi com os patrões no dia a dia. Hoje, com o crescimento da empresa, quase não os vejo, mas continuam as mesmas pessoas e sei do respeito que eles têm por mim e por todos os funcionários que trabalham no grupo. Diferente da relação fria e distante que experimentei nas outras empresas onde trabalhei. A Agro100 é um ótimo lugar para se trabalhar. Fiz aqui a minha carreira, estudei e cresci profissionalmente”, continua ele. Ele lembra com emoção de quando o seu filho Gabriel, hoje com 16 anos, teve problemas sérios de saúde. “Na época recebi todo o apoio da empresa. Os patrões me diziam ‘vai lá e cuide do teu filho, o serviço espera’. Isso é atitude humana, de respeito e parceria. Essa comprensão é que me dava tranquilidade. Sou muito grato a eles por isso”, conclui. Tuim é casado com Nanciele e tem um filho, o Gabriel.